Mr I Have An Opinion About Everything

Se há coisa que me incomoda são aquelas pessoas que acham que podem dar palpite e comentar tudo! Eu sou uma pessoa que gosta de comentar situações, mas convém ter algum conhecimento de causa antes de abrir a boca e disparar a primeira bacorada que o meu cérebro emite. Se me dizem que alguma coisa é difícil, eu não posso dizer que não é sem saber de que se trata, como se processa, etc.. mas há quem teime em faze-lo!

Pior, há quem teime em dar palpite e dizer como havemos de fazer as coisas… Se uma pessoa não sabe ponto de cruz não pode dar palpite no ponto de cruz da outra!

Eu gosto imenso de cozinhar, gosto de fazer coisas novas na cozinha para quebrar um bocadinho a rotina e uma vez fiz bolo de courgette, a receita é bastante simples, é a do bolo de cenoura mas em vez de cenoura mete-se courgette, e o bolo fica verde por dentro dando um especto diferente. Lembro-me que na altura muita gente criticou, disseram que era horrível, e que não se utilizavam legumes nos bolos e sim na sopa, e que bolo verde era nojento… Tudo isto sem sequer lhe sentirem o cheiro. A verdade é que eu fiz o bolo, e as pessoas provaram sem saber de que era e adoraram!

Todas as pessoas têm sempre alguma coisa a dizer sobre determinado assunto, mas algumas têm filtro e outras não…

Hoje em dia fala-se muito em ir para fora, principalmente nas gerações mais novas. Mas arranjar emprego lá fora não é mais fácil do que cá dentro, nem todas as ofertas são melhores do que as que encontramos no nosso mercado de trabalho, para não falar na diferença de custo de vida. Em conversa, eu tive a infeliz ideia de dizer exatamente isso. É claro que alguém tinha logo que lançar o seu já habitual "Não! Não é nada assim!"....
Eu engoli em seco, e perguntei à pessoa com o meu tom mais normal "Mas tens visto o mercado ultimamente?", resposta "Não! Mas nem é preciso!"... acabou ali a conversa para mim. Eu tenho amigos e familiares que foram para fora, e tenho uma noção da realidade que se vive lá fora.

Seja qual for o assunto, não devemos comentar, criticar ou dar palpite sem conhecimento de causa...

Faz-me lembrar um casal de velhotes, em que o velhote vai a conduzir descansado da vida, e a velhota ao lado, que não conduz, não se cala com "vai mais devagar", "vira ali", "atenção ao carro"... O velhote sabe o que está a fazer, está com atenção, e certamente fará esta função muito melhor do que a velhota que nunca conduziu na vida.



Sem comentários:

Enviar um comentário